Ser ou não ser

Um blog em que eu fico muito à vontade.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

!Sou o Sol!

Hoje amanheci saudosa, certa de que estou num oceano sem fim e por mim, faço-me retratar as angústias que vivi e vivo... os sonhos são na alma, a profundidade do que já senti. Minha extensão se tornou curta demais. Há, ao longo do caminho, centelhas que alertam tempestades, movidas pelas auguras que vem de dentro de mim... sei lá, mas quero ter a certeza de que nada fiz contra ninguém, ao contrário, muitos fizeram contra mim. Sol (u) luz do seu caminho é a verdade que acredito e sinto.

4 comentários:

Liz Rabello disse...

Lindo!

Maria Zezé disse...

Que prazer recebê-la em meu cantinho especial.
Obrigada pelo carinho.

Versos diversos disse...

No leito do peito repouso em cantigas buscando te ouvir, num sonhar bem melódico de paz e harmonia.
Sou o sopro do vento soprando em teus ouidos um sussurro de paz em delírio de sons em ritmos lentos e acelerados seguindo teu passo em relva macia explodindo em marés de águas claras e fecundas.
Quero ser o teu grito sem rédeas sem culpa gravando no dorso a fúria da lida travada em suor misturando os banhos do tão conhecido lugar, umedecendo nossos seres em estrondo e paz.

Maria Zezé disse...

Tanta gentileza nas palavras, e me vi encantada no tanto de poesia cantada por você em sua página da web.
Então poeta, meus cumprimentos e obrigada pela passagem brilhante que, deixou em meu cantinho.